Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Confira o calendário com prazos para o segundo turno da Eleição Suplementar

Confira o calendário com prazos para o segundo turno da Eleição Suplementar

por bri publicado 19/06/2018 16h50, última modificação 19/06/2018 16h50
Votação será realizada no próximo domingo (24); os portões serão abertos às 8h e fecham às 17h. Governador eleito ficará no cargo até dezembro deste ano.

Os eleitores do Tocantins vão voltar às urnas no próximo domingo (24) para eleger o governador, que ficará no cargo até dezembro deste ano. O segundo turno da eleição suplementar será realizado nos 139 municípios do estado. Os portões serão abertos às 8h e vão fechar às 17h. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral serão disponibilizadas 4.998 urnas, distribuídas em 3.718 seções de votação. Confira abaixo os principais prazos.

A partir de terça-feira (19) nenhum eleitor poderá ser preso ou detido, exceto em caso de flagrante ou sentença por crime inafiançável.

Já na quinta-feira (21) é o último dia para propaganda política, com reuniões públicas ou comícios. É também na quinta que a TV Anhanguera realiza o debate entre os candidatos, depois da novela Segundo Sol. Serão três blocos. Em dois deles os candidatos farão perguntas sobre temas livres. No outro, as perguntas serão sobre temas sorteados pelo apresentador.

Na sexta-feira (22) é o último dia para a divulgação da propaganda eleitoral gratuita do segundo turno no rádio e na televisão. Além de ser o último dia para a divulgação paga, na imprensa escrita, de propaganda eleitoral do segundo turno.

No sábado (23), véspera da eleição, a Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica promoverá o sorteio das seções eleitorais. As urnas serão submetidas aos procedimentos de auditoria da votação eletrônica.

 

Eleição Suplementar

 

No primeiro turno da eleição, realizado no dia 3 de junho, o candidato mais bem votado no pleito, Mauro Carlesse (PHS) teve 174.275 votos (30,31%). Vicentinho Alves (PR) ficou em segundo com 22%.

Por outro lado, os votos brancos, nulos e abstenções somaram 43,54% dos votos no 1º turno da eleição suplementar para governador do Tocantins. Isso representa 443.414 eleitores, quase a metade do total.

A eleição suplementar foi convocada após a cassação do ex-governador Marcelo Miranda (MDB) e da vice dele, Cláudia Lelis (PV). Os dois foram considerados culpados por captação ilegal de recursos para a campanha eleitoral de 2014 pelo Tribunal Superior Eleitoral.

O vencedor da eleição suplementar vai ficar no cargo até 31 de dezembro e pode concorrer à reeleição em outubro.

 

Eleições Gerais

 

O candidato eleito no segundo turno será diplomado até o dia 9 de julho e exercerá o governo do Estado até 31 de dezembro. Em 7 de outubro os eleitores do Tocantins voltam novamente às urnas para as Eleições Gerais de 2018, dessa vez para eleger deputado federal, deputado estadual, dois senadores, governador e vice, e presidente da República e vice.

Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.